Chame no Whatsapp

Controles de acessos para residências, empresas e condomínios podem dispor de diferentes tipos de soluções e, consequentemente, oferecem níveis de segurança distintos. As alternativas mudam conforme a evolução tecnológica e as necessidades de pessoas e empreendimentos. Quem precisa estar em home office, por exemplo, pode contar com um sistema plug and play, em que porteiros residenciais, videoporteiros e fechaduras digitais dão conta do recado.  Acessos corporativos necessitam de controladores, fechaduras eletrônicas e elétricas. Já nos condomínios, os acessos devem atender às necessidades do síndico ou do administrador, que trabalham para proporcionar mais segurança a moradores, funcionários e visitantes. 

Cabe à empresa de soluções em controle de acesso adequar seus projetos, tecnologias e serviços às necessidades dos clientes, indicando o sistema mais adequado a cada situação. Há diferentes tipos de controle de acesso, que evoluíram conforme o desenvolvimento tecnológico, permitindo níveis diversos de segurança. Veja 5 deles:

1 – Senha – A velha e boa senha foi pioneira nos recursos de controles de acesso, modernizando um procedimento de vigilância nas organizações que contava com porteiros e câmeras de segurança. Cada usuário passa a ter o seu passaporte de acesso e conexão ao sistema, dispensando chaves. Mesmo já tendo sido suplantada por outros sistemas mais modernos, as senhas garantem um nível alto de segurança, pois o usuário emite dados pessoais para acesso;

2 – Cartão de Proximidade – Nome, número do documento de identificação e nível de acesso do usuário podem ser cadastrados em um cartão de proximidade, um dispositivo magnético que possibilita a entrada do usuário com a aproximação de um cartão em um leitor. Pode ser programado de acordo com níveis de privilégio de acesso de acordo com funções dos colaboradores e prestadores de serviços, por exemplo;

3 – Biometria – Características pessoais específicas contam aqui. A verificação dessas características pode ser realizada via impressões digitais, comandos de voz e leitura de íris, entre outras possibilidades. A agilidade e o tipo de tecnologia empregado inibem fraudes, praticamente eliminando as possibilidades de falsificação e transformando a biometria em um dos mecanismos mais usados para acesso a empresas;

4 – Portaria Remota – Câmeras são alocadas para enviar imagens capturadas para um sistema central, responsável pela liberação devida dos diversos tipos de acesso. A operação pode ser feita totalmente a distância, já que os equipamentos utilizados são conectados à internet e otimizados para o acesso remoto. O uso desse tipo de controle de acesso eleva o nível de segurança e costuma promover a redução de custos com pessoal, já que o próprio usuário é portador de uma tag que libera sua entrada e saída. Clientes e visitantes acionam o interfone e acessam um atendente, que visualiza sua imagem capturada pelas câmeras e contata o responsável pela liberação;

5 – Reconhecimento Facial – A pessoa é admitida ou não em um local a partir do momento em que olha diretamente para uma câmera. O processo pode ser realizado a curta ou longa distância. A ferramenta visualiza e verifica as características do visitante e cruza a imagem capturada com as informações já existentes no sistema sobre a pessoa. Assim, esse tipo de controle de acesso identifica fraudes relacionadas a fotos ou vídeos irregulares que muitas vezes são usados para sabotar a tecnologia.

Em busca de um sistema moderno de controle de acesso para sua residência ou empresa? Conte com a GTS Tecnologia para auxiliá-lo.