Chame no Whatsapp
Como iniciar a estruturação de uma rede Wi-Fi corporativa

17 de outubro de 2019

 

Vamos trazer um rápido panorama sobre rede Wi-Fi corporativa para você conseguir visualizar melhor sua estruturação. Em primeiro lugar, o conceito de rede wireless indoor aborda a responsabilidade de distribuir sinal em ambientes internos, sem a utilização de fios. Dentro disso, há o que chamamos de residencial vs. corporativo. Não existe necessariamente uma competição entre eles, mas diferenças importantes em suas características: como performance, alcance, limite de conexões, entre outros detalhes.

Há uma tendência para que as estações de trabalho possam ser conectadas com wireless por meio da rede da empresa. É uma mudança que vem acontecendo aos poucos, mas tem se tornado predominante em muitos segmentos. Antes, o mais usual era ter o computador pessoal (PC) ligado num cabo e, consequentemente, na rede.

Agora, a estação de trabalho é realmente móvel. Existe a possibilidade de levar a área profissional, por meio do smartphone, para qualquer lugar. São algumas das mudanças promovidas pela rede wi – fi corporativa.

Para um instalador profissional, é cada vez mais imprescindível buscar conhecimento especializado para desenvolver redes com qualidade. No entanto, para que isso seja realizado, é essencial seguir determinadas etapas. A intenção é que um projeto conduzido corretamente possa trazer para o usuário a mesma experiência (ou otimizá-la!) do uso do cabo.

Rede Wi-Fi corporativa: quais suas características?

Uma rede Wi-Fi corporativa e uma residencial possuem equipamentos desenvolvidos com aplicações específicas. Nas residências, consegue-se utilizar um equipamento corporativo, mas irá sobrar desempenho. Nas corporações, não é possível fazer o mesmo. Por quais motivos? As redes residenciais, em sua maioria, possuem menos dispositivos conectados e menor quantidade de acessos e tráfego quando comparada com uma corporativa.

Na hora de desenvolver um projeto, deve-se considerar essas características. Em redes residenciais, os dispositivos estão fisicamente mais próximos. Mesmo distantes, têm menos barreiras entre si. Na rede Wi-Fi corporativa, a realidade é outra: redes maiores, dispositivos mais distantes, serviços diferenciados como VoIP, segurança eletrônica, etc. É preciso saber analisar as diferenças para desenvolver o projeto ideal para uma aplicação correta.

Dica: redes residenciais são menores e com menos dispositivos. Uma rede Wi-Fi corporativa é maior, com mais dispositivos e diversos serviços.

Planejamento de rede Wi-Fi corporativa

Uma das palavras-chave do sucesso da instalação da rede Wi-Fi corporativa é o planejamento. Antes de colocar qualquer equipamento no ambiente é preciso planejar como será a rede wireless. Não é possível definir apenas pelo tamanho do ambiente ou observações pontuais. É fundamental entender o cenário e a demanda.

Exemplo: compreender os acessos simultâneos e os serviços que serão utilizados naquela região (VoIP, redes sociais, streaming…), ou seja, os dispositivos conectados naquela rede. Se há um refeitório no ambiente de trabalho, é provável que haja picos pontuais, principalmente no horário de almoço. Por isso, o wireless do refeitório deve ser desenvolvido para obter o mesmo que resultado que se teria na estação de trabalho. Mesmo que não existam muitas pessoas em tempo integral naquele local.

O cenário envolve ainda avaliar as barreiras e se será preciso otimizar vários access points (AP). Entender o nível de sinal que o dispositivo recebe e o nível de sinal que o AP recebe, baseado no ambiente e no desempenho esperado, para aí poder realizar as melhores escolhas.

Dica: primeiro fazer o planejamento, entender o cenário, quantidade de acessos simultâneos, dimensões do ambiente, barreiras e distribuição de canais.

 

 

Nos siga nas Redes Sociais

 

Veja em primeira mão conteúdos sobre tecnologia, automação e muito mais!

Publicações Recentes